segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Como está tornando-se comum na indústria do entretenimento, em antecipação ao lançamento do filme baseado no livro “O Hobbit”, cuja história antecede os acontecimentos da saga “O Senhor dos Anéis”, de J. R. R. Tolkien, foi lançado o jogo The Hobbit: Kingdoms of Middle-earth, baseado no filme. Já adianto que este jogo tem tradução para o português, para a alegria de todos vocês.

Como é o jogo

Se você já jogou algum jogo no estilo SimCity ou Civilization, você vai se sentir bem confortável neste jogo. Ele explora o conceito de criar sua cidade, construir edificações, cobrar impostos, manter a população feliz e acrescenta também a possibilidade de interagir com outros jogadores, fazendo alianças ou atacando outras cidades, ou mesmo ser atacado, o que faz necessário que você monte e treine seu exército.
The Hobbit: Kingdoms of Middle-earthNo início do jogo, você escolhe se será um elfo ou um anão, e a partir daí você começa a construir a sua cidade. Você construirá casas, fazendas, pedreiras, veios de minério e arboretos para abrigar e alimentar os habitantes e também para fornecer matéria-prima para poder construir as edificações, armas, etc.
Cada construção tem um nível, e para subir de nível você precisa aprimorá-la, que exige tempo e recursos. O tempo é real, ou seja, se uma construção demora 10 minutos para ser executada, são 10 minutos reais. Você pode executar uma construção por vez, portanto precisa esperar uma terminar para começar a outra. Existem alguns itens que você pode usar para acelerá-la, mas deve usá-los com cautela pois não são fáceis de se obter.
Este jogo é multiplayer, portanto você pode interagir com outros jogadores, atacando a cidade deles ou fazendo alianças. Você vai precisar proteger sua cidade, construir armas, treinar combatentes e alocar heróis para liderar seus combatentes.

Como jogar

The Hobbit: Kingdoms of Middle-earthLogo que você começar a jogar, você será instruído a completar missões. Essa é a melhor forma de você entender o jogo, que é um pouco complexo. Ao executar as missões, você começará a entender como construir construir as edificações, aprimorá-las, pesquisar armas e novos métodos de construção, etc.
O jogo contém amarrações para você conseguir atingir um objetivo que você começa a entender depois de completar algumas missões. Por exemplo, se você quiser treinar arqueiros élficos, você precisará de comida, madeira, pedras e minérios e uma população mínima de duas pessoas. Além disso, você precisará estar no mínimo no nível 2 (geral) e possuir um quartel no nível 2 e flechas no nível 1. Esta lista aparecerá na tela onde você entra para fazer o treinamento. No entanto, para você conseguir flechas no nível 1 você precisa executar uma pesquisa (uma das atividades do jogo). Para fazer uma pesquisa de flechas para chegar ao nível 1, você precisará de ouro, madeira, pedras e minérios, e também de uma academia no nível 1 e arbóreos no nível 4 (outra pesquisa). Você precisará construir e pesquisar tudo o que é necessário e aprimorá-los para chegar ao nível mínimo requerido.
The Hobbit: Kingdoms of Middle-earthQuando você executa as primeiras missões, você consegue finalizá-las de imediato. Mas conforme você vai progredindo, você vai aprendendo a ver quais são os requisitos de cada item para poder providenciá-los. Pode parecer complexo, mas conforme você vai jogando você vai entendendo como funciona, e fica bem interessante.
Nos primeiros 7 dias você tem a proteção de iniciante, onde ninguém poderá atacá-lo mas você também não poderá atacar ninguém. Neste tempo, construa sua cidade, proteja-a e treine seu exército. Depois disso, você poderá fazer alianças com outros jogadores ou enfrentá-los para saquear outras cidades.
Nas telas onde você vê sua cidade e o campo, você verá também o chat, onde você poderá conversar com outros jogadores. Você pode também usar correio, na própria interface do jogo, mas é mais fácil conversar e fazer alianças através do chat.

Conclusão/Opinião

The Hobbit: Kingdoms of Middle-earthPode ser que o jogo decepcione um pouco os fãs da obra de J. R. R. Tolkien devido à forma como ele foi concebido. Mas se você gosta de jogos multiplayer neste estilo, onde você constrói sua cidade e a desenvolve, então você vai gostar deste jogo, que é viciante.
Eu tenho apenas um “porém”: o jogo em si é gratuito, mas você pode fazer compras dentro dele. Você pode comprar o dinheiro local (mithril) que por sua vez você pode usar para comprar alguns itens para ajudá-lo a melhorar sua cidade ou sua combatividade. O que eu não gostei é que eu não encontrei nenhum jeito de conseguir mais mithrils sem ser comprando-os com dinheiro de verdade (dólares). Isso acaba criando uma vantagem considerável para quem está disposto a gastar dinheiro de verdade com o jogo, o que é compreensível pensando do lado dos desenvolvedores, mas pode não agradar aos jogadores.
Os preços são relativamente altos, se comparados com muitos jogos que a gente compra, pagamento uma única vez, e depois não gasta mais nada. Mas quero deixar claro que você não é obrigado a comprar nada, é apenas uma questão estratégica. Por enquanto, eu estou me divertindo sem gastar nada.
Como o jogo é gratuito, se você gosta deste tipo de jogo, vale a pena experimentá-lo, mesmo se você não conhecer muito bem os personagens nos quais o jogo se baseia.

Lembrando que The Hobbit: Kingdoms of Middle-Earth é um jogo exclusivo para Android e iOS e pode ser baixado clicando aqui.
Related Posts Um Nerd Disse...

FACEBOOK

ARQUIVO

Nossa Playlist

VEJA TAMBÉM

Google+

Tecnologia do Blogger.